Cuidados necessários para emissão correta dos DF-e no varejo eletrônico

Com forte alta no país, é um mercado de potencial para ser explorado por diversos ramos de atuação. Um bom caminho para quem quer apostar em um novo negócio. Para ter um site de venda online é preciso logicamente de um site, de produtos e também ter toda documentação fiscal em dia, claro, porque independente de ser uma loja física ou completamente online, é obrigatória a emissão de nota fiscal eletrônica, a NF-e que é um documento emitido e armazenado de forma eletrônica que serve para registrar as operações de vendas de uma empresa e o fato deste documento ser online simplifica os procedimentos por parte dos contribuintes e facilita o trabalho de fiscalização dos órgãos regulamentadores, além de dar mais segurança ao seu cliente.

Mas, para a emissão da nota fiscal eletrônica, primeiramente a sua loja deve estar oficialmente formalizada junto a Receita Federal do Brasil, com o devido cadastro que seja um número CNPJ, de maneira ativa e regular, sem pendência de dívidas ativas, pois havendo alguma irregularidade suas notas fiscais podem ser recusadas eletronicamente pelo sistema. Além do cadastro na RF, precisa também de um cadastro junto a Secretaria de Fazenda do estado que atua, e também a habilitação para a emissão da nota fiscal eletrônica.

Após os devidos cadastros, você precisará um certificado digital habilitado no mesmo CNPJ da empresa, pois na hora de emitir suas notas fiscais, elas precisam ser assinadas digitalmente para que haja validade. Este certificado pode ser adquiridos junto a emissores credenciados e você os encontra em formato de arquivo, que fica instalado no seu computador e pode ser instalado em outros terminais de maneira simples (também conhecido como modelo A1) ou ainda em formato de cartão, neste caso, também é necessário uma leitora de certificado digital para que possa ser utilizado (também conhecido como modelo A3). Em ambos os modelos, existe um prazo de validade que varia de acordo com o modelo e uma senha de segurança. Você deve memorizar essa senha para uso do certificado na hora da assinatura digital e a data de validade você deverá ficar atento para quando ela chegar, você providenciar a renovação do seu certificado.

Depois de feito tudo isso, o certificado emitido e instalado, os devidos cadastros realizados é chagada a hora de escolher uma ferramenta para emitir suas notas fiscais. Existem duas alternativas. A primeira delas é usando um emissor gratuito do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas ou adquirindo um software pago. Detalhe importante para quem opta pelo emissor gratuito é que a responsabilidade de emissão, a manutenção nesse programa, os cuidados com o backup das informações e o envio dos arquivos ao seu profissional contábil é inteira sua, e comumente ele apresenta vários problemas durante o momento de emissão e se você não conseguir emitir sua NF-e a mercadoria não pode circular até seu cliente o que vai te causar sérios problemas e até a perca da sua venda, te causando muita dor de cabeça e, claro: prejuízo! Por outro lado, existe uma gama de opções de softwares no mercado, mas você deve se atentar a alguns fatores importantes na hora da escolha não se motivando exclusivamente pelo preço da mensalidade. Opte por empresas sérias, habilitadas e registradas aos órgãos competentes, empresas que dispõem de atendimento de suporte em horário comercial e de plantão, empresas que tem equipe de desenvolvimento e análise de sistemas ativas e que também disponham de um profissional contábil interno para auxiliar e garantir a correta emissão de suas notas fiscais eletrônicas bem como todas as obrigações acessórias. Empresas que estão presentes em associações e demais movimentos do setor de software do País para poder acompanhar de perto as principais mudanças na legislação. Opte também por sistemas que possuem inteligência própria para aprender a te ajudar a administrar a rotina na sua empresa, sistemas que fazem backup automatizado periodicamente e que enviam de maneira rápida seus documentos fiscais emitidos para seu contador, de maneira automatizada. Parece muita coisa, não é? Mas calma, porque a ZIPER Soft tem tudo isso e mais um pouco ainda!

Aqui na ZIPER Soft, nossos clientes contam com equipe de atendimento no suporte semanalmente no horário comercial, por meio do nosso telefone de contado e do WhatsApp. Fora deste período existe também telefones de plantão para auxiliar em caso de necessidades especiais. Conta com equipe de desenvolvimento qualificada e preparada para te ajudar no dia-a-dia além de política de preços justa e descomplicada. Os clientes da ZIPER Soft comumente indicam nossa solução de software aos amigos e parceiros, esta é aprova de que nosso trabalho sério e compromissado traz resultados notórios a administração da sua empesa quando utilizado nossa ferramenta de Gestão Empresarial.

E aí, pronto para começar a emitir suas notas fiscais?

Você já tem o Certificado Digital e agora precisa de uma mão para instalar ele e começar a emitir as notas?

Ou ainda está meio confuso todo esse processo??

Eu posso te ajudar nesse processo.. Clique aqui, entre em contato conosco e vamos conversar!

E se você ficou interessado em se tornar uma REVENDA DE SUCESSO do sistema de gestão empresarial da ZIPER Soft, entre em contato agora mesmo pois tenho condições atrativas que trazem resultados aos seus clientes e te oferecem uma excelente oportunidade em atrair mais vendas a sua empresa.

Pontos importantes de serem considerados na hora de criar a precificação das mercadorias

Com a alta concorrência batendo a porta todos os dias, é cada vez mais difícil ser competitivo
no varejo. Atualmente, ter bom atendimento, espaço físico amplo e confortável com boa
variedade de produtos expostos e disponíveis no estoque, condições de pagamento atrativas
com parcelamentos e descontos para pagamento à vista já não é o suficiente para agradar ao
consumidor que conta com inúmeras opções de compras em diversos meios diferentes e ainda
podem comparar a um toque – literalmente – o preço da sua prateleira com o de dezenas de
concorrentes em um instante. A modernidade chegou mas trouxe consigo pontos que também
preocupam o empreendedor brasileiro não é mesmo?

Uma das saídas para conter esse vazamento de consumidores para o concorrente está na
correta precificação de seus produtos e serviços, e essa questão tira o sono de muito
empresário por aí.

Ser criterioso e cuidadoso nesta hora reflete bons resultados pois satisfaz o consumidor
quando o preço se ajusta ao bolso, ajuda a definir o público-alvo e contribui para enfrentar a
concorrência podendo até conceder descontos de maneira segura contribuindo assim para a
melhoria dos resultados da sua empresa garantindo recursos no caixa na hora do pagamento
das obrigações.

Parece muita coisa não é verdade?

Mas a política de preços deve ser realizada por etapas para que seja construída de maneira
adequada, porque o maior risco quando se trabalha com preços muito baixos é o de ter
prejuízo mesmo com vendas de valor alto, pois o faturamento é pouco para cobrir os custos e
despesas, e o cenário se torna incerto mesmo havendo volume de vendas, pois nestes casos a
margem de lucratividade é tão achatada que a empresa patina, soma dívidas e não saí do
vermelho.

É preciso cuidado e conhecimento.

Quando nos referimos a custos, estamos falando daqueles gastos que são efetuados fruto das
atividades principais da empresa (por exemplo para uma vidraçaria, um custo seriam os
fornecedores de vidro e para uma padaria, um custo seria o fornecedor de farinha). Ao passo
que as despesas estão relacionadas as atividades de suporte para que a empresa alcance seus
objetivos. Ainda dentro deste conceito, classificam de acordo com a ocorrência os
custos/despesas fixas como conta de água e luz que ocorre todo mês independente de
qualquer coisa e as variáveis que sofrem modificações de valor em função da atividade da
empresa como por exemplo matéria-prima e comissões que aumentam a medida que o
volume de vendas também aumenta e não necessariamente se repetem mensalmente.

E o lucro?

É o resultado da diferença entre o faturamento gerado pelas vendas ou prestações de serviço
dos custos e despesas existentes. A questão do lucro é a mais importante porque não basta
que o valor obtido seja suficiente para cobrir os custos, a política de preços precisa garantir
que o negócio sobreviva mês após mês.
É impossível ter uma margem de lucratividade ideal para todas as empresas. Não existe
fórmula mágica. O gestor ou proprietário da empresa deve, na maioria dos casos, optar pelo
equilíbrio, de maneira responsável. Atento para a perspectiva de que preços baixos podem
comprometer as finanças da empresa ao passo que preços altos podem afastar os clientes
fazendo com que as mercadorias fiquem encalhadas no estoque. É preciso bom senso nessa
hora.

Não se pode esquecer no fator de mercado. Pois é, o seu preço de venda além de ter que
garantir a sobrevivência da empresa, cobrindo seus custos e gerando lucro para os sócios ou
acionistas deve também ser compatível com o mercado, não distanciado daquilo que seus
concorrentes praticam. Claro, numa campanha de venda ou numa grande negociação você
pode jogar seu preço para baixo, como uma estratégia de enfrentamento pontual do
concorrente, mas esse comportamento não pode ser uma regra! É ruim também brigar por
preços com os concorrentes. Você precisa compreender que as vezes seu concorrente
conseguiu melhores condições que você junto aos fornecedores seja pela quantidade
adquirida ou pela forma de pagamento utilizadas. Não trilhe o sinuoso caminho da falência
fazendo guerra de preços com seus concorrentes, combinado? Procure sempre manter uma
linha entre os gastos da sua empresa e, caso seu preço saia da reta do seu concorrente,
procure dentro da sua empresa, os diferenciais do seu trabalho, podendo ser o atendimento
qualificado com vendedores experts no mix de produtos que você oferece ou mesmo um pós-
venda compromissado em garantir a satisfação dos seus clientes. Tudo pode depender do tipo
de produto ou serviço prestado. E esse diferencial quando reconhecido pelo seu cliente, paga a
diferença do seu preço.

Aprenda e utilize cálculos matemáticos para precificar. A pesar da precificação de produtos e
serviços ser subjetiva, por mais que haja indicadores facilmente mensuráveis como custos e
despesas envolvidos há outros como a adequação do mercado que são difíceis de serem
transformados em valores. A grosso modo, de maneira muito básica a precificação de seus
produtos consiste em uma soma entre o custo do produto, seus custos e despesas fixas e
variáveis mais seu percentual de lucro.

Por fim, reforço a necessidade de encontrar o ponto de equilíbrio ao estabelecer sua política
de preços para evitar que se chegue a um valor que não traga resultado financeiro negativo ou
a busca por um lucro irreal que pode afastar seus clientes. Contabilize seus custos, fique de
olho no mercado, faças suas contas e encontre a solução mais adequada para manter sua
empresa competitiva e rentável e destaque-se no mercado perante seus concorrentes. Invista
em publicidade digital com estratégias. Aposte, por exemplo no Comércio online, criando uma
loja virtual ofertando seus produtos online para o mundo e, com baixo investimento, eleve seu
faturamento ofertando ao mercado mais uma frente de vendas. Em breve, aqui no nosso blog
vamos conversar mais sobre as principais estratégias de publicidade digital, onde você pode
ser visto por um número muito grande de consumidores gastando quase nada!

Eu acredito que consigo te ajudar nessa empreitada. Como? Com nosso sistema de gestão empresarial, e
nosso treinamento vai ficar fácil organizar de vez a sua empresa e você pode contar comigo
nessa empreitada!

Vale a máxima de que quando se tem a visão geral da sua empresa, principalmente com
relação ao estoque disponível, bem como seu comportamento, o controle efetivo das suas
contas a pagar e a receber, as chances de sucesso só aumentam e é para isto que te convido a
conhecer nosso sistema, para que ele te dê visão administrativa-financeira para que você tome
as decisões corretas na hora certa!

E se você ficou interessado em se tornar uma REVENDA DE SUCESSO do sistema de gestão empresarial da ZIPER Soft, entre
em contato agora mesmo pois
tenho condições atrativas que trazem resultados aos seus clientes e te oferecem uma
excelente oportunidade em atrair mais vendas a sua empresa.

O Sistema Nacional de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica

Atualmente, nas prefeituras dos inúmeros municípios do Brasil, existe um sistema autorizador de Nota Fiscal de Serviço para acobertar a prestação de serviços. Normalmente é disponibilizado uma página na internet onde cada contribuinte de ISS tem um usuário e senha para que consiga emitir seus documentos. Porém, normalmente o nível de dificuldade ao utilizar-se destes sistemas é alto e quando o contribuinte faz uso de um Sistema de Gestão Empresarial, normalmente este sistema não é integrado completamente aos sistemas de administração tributária municipal, tornando assim o trabalho operacional completo e passível de erros. Ainda considerando este cenário, ressaltamos que cada prefeitura utiliza um padrão para emissão de suas notas de prestação de serviços e muitas vezes a integração com este tipo de sistema se torna inviável por parte das empresas de Automação Comercial.

Diante desta dificuldade em emitir corretamente as Notas Fiscais de Serviço, a ZIPER Soft realizou a integração com diversos municípios do Brasil para agilizar e complementar o uso do seu Sistema de Gestão Empresarial nos diversos clientes e mantém uma equipe técnica com profissionais qualificados das áreas técnicas e contábil para se manter atenta as mudanças dos cenários dentro das esferas federais, estaduais e municipais, para melhor atender seus clientes.

E dentro deste cenário de mudanças surge o tão esperado Projeto Nacional da Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, uma parceria entre as esferas federal e municipal com a Receita Federal do Brasil, que surge para evoluir o Sistema Público de Escrituração Digital, o SPED introduzindo a participação dos municípios neste emaranhado de informações digitais. O processo que antes pertencia as prefeituras, passará a ser controlado por outros órgãos tributantes a nível nacional.

O projeto reúne vários órgãos brasileiros e o objetivo principal é criar a regulamentação de um ambiente exclusivo e padronizado para o compartilhamento de informações entre as administrações tributárias municipais e a administração tributária federal.

Atualmente, cada município tem a liberdade de criar, modificar e manter seus sistemas e meios de emissão de Nota Fiscal de Prestação de Serviço seja essa eletrônica ou não e os documentos emitidos ficam represados no próprio município e não são compartilhados com a administração tributária federal.

Com a chegada deste repositório, os municípios devem compartilhar os dados das notas emitidas, convertendo-os em um leiaute padronizado, havendo assim maior controle dos documentos emitidos aumentando a eficiência das administrações tributárias. Além disto, o repositório centralizado possuí um ambiente autorizador que poderá ser utilizado pelas prefeituras, oferecendo uma plataforma de emissão para o contribuinte.

Outra mudança impactante que se discuti é a criação de uma Guia Única de Emissão do ISS, acabando com o problema de quem presta serviço para vários estados, agora com o lançamento no sistema nacional essas empresas podem emitir uma única guia para as várias notas fiscais autorizadas.

Agora, será possível buscar as notas fiscais emitidas contra um determinado CNPJ, algo que já existe na NF-e e CT-e. Haverá também a presença do Certificado Digital, para que sejam transmitidas as notas ao órgão competente de forma segura e válida.
Diferentemente da NF-e, a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica não permitirá carta de correção. Em caso de erro na emissão, será necessário cancelar o documento e emitir novamente.

A principal vantagem é a padronização de leiaute para a transmissão do Recibo Provisório de Serviço (RPS) e posterior conversão em NFS-e, facilitando a integração dos sistemas pois sem a padronização, o custo para implantação e manutenção desta integração torna-se inviável.

O projeto está em fase de criação de portal e documentação e acontecem discussões entre entidades e órgãos governamentais para esclarecimentos e amadurecimento de conceitos. E a ZIPER Soft, atuante na Associação Brasileira de Automação para o Comércio está sempre no meio das discussões e contribuí conceitualmente para esclarecimentos do projeto afim de projetar a frente, apresentando aos clientes uma solução inovadora e integrada ao ambiente nacional, de forma segura e atualizada afim de cumprir as regras dando segurança aos nossos clientes e parceiros.

Se você ainda não utiliza nosso sistema de gestão empresarial, entre em contato conosco.

E se você ficou interessado em se tornar uma REVENDA DE SUCESSO do sistema de gestão empresarial da ZIPER Soft, entre em contato agora mesmo pois temos condições atrativas que trazem resultados.

As vantagens dos relatórios financeiros na sua empresa

Normalmente no varejo o fluxo de dinheiro é um pouco alto decorrente de vendas que acontecem durante o expediente e também das compras de mercadorias e produtos para realização do trabalho. Para que o empresário não perca o controle financeiro é de suma importância que dê atenção especial a área financeira da empresa.

Para ter o controle sobre sua empresa, é necessário que você possa contar com relatórios financeiros, pois são essenciais para boa administração financeira porque é com base nesses relatórios financeiros que o empresário consegue acompanhar a saúde financeira do seu negócio.

Para ter visão financeira da sua empresa, você precisa executar algumas atividades operacionais dentro do seu sistema de gestão empresarial da ZIPER Soft, e é só assim que você consegue ver os resultados financeiros da empresa.

Dentro destas atividades operacionais, destacamos:

• O gerenciamento cadastral de produtos que devem estar precificados corretamente inclusive com a correta quantia de estoques disponível;
• A realização de abertura e fechamento de caixa com conferência de contas (a pagar e receber);
• A conciliação bancária com lançamentos de ordem financeira;
• A conciliação dos recebimentos no cartão de crédito e débito com cálculo das taxas de serviço que podem ser realizados automaticamente, a cada lançamento, pelo sistema de gestão empresarial da ZIPER Soft;
Esta parte operacional do departamento financeiro da empresa tem que ser executado constantemente e corretamente para que você consiga tirar destas informações brutas as informações financeiras para te ajudar na gestão.

Agora, que já conversamos sobre as atividades operacionais, que são a base para elaboração dos relatórios financeiros, vamos falar dos dois principais relatórios básicos que toda empresa precisa e que contribuí para acompanhar a real situação financeira da empresa.
Vejamos que no Relatório e contas a pagar e receber, há a lista tudo o que a empresa tem a pagar em determinado período e os valores que também entrarão no caixa das compras parceladas dos clientes, de maneira organizada e limpa com nosso sistema de gestão empresarial, você ainda pode aplicar filtros de contas por fornecedor, clientes, por status de pagamento, por períodos e plano de contas.

Desta forma o gestor financeiro vai conseguir ter visão geral de como o dinheiro está entrando e saindo da empresa, além disso consegue ver também todas as contas quitadas, analisar se alguma conta foi paga com juros e verificar se ainda tem alguma conta em aberto.
Porém o objetivo da visão destes relatórios é olhar para o futuro tentando antecipar uma situação que ainda vai acontecer em determinado período como por exemplo a falta de dinheiro numa determinada semana para pagamento de um fornecedor importante, de maneira a permitir ao gestor financeiro uma otimização do caixa para que seja evitada uma falha no fluxo financeiro da empresa, evitando a necessidade de recorrer emergencialmente a empréstimos.

Friso aqui a importância de previsão do fluxo de caixa e do capital de giro pois não é sadio para a empresa a falta de dinheiro em caixa, pois esta normalmente representa significativa perda de oportunidades.

Falando em fluxo de caixa e valores, um recurso disponível em nosso sistema é o plano de contas, pois de maneira simples e completa você enxerga toda a operação financeira da sua empresa, para onde está indo o dinheiro, quais são as despesas da empresa e a evolução dessas despesas, porque entender o comportamento dos gastos da sua empresa é fundamental na hora de fazer economias e planejamentos em projetos futuros.

É fato, a parte financeira é o oxigênio de toda empresa, é dali que saí o dinheiro para pagamento em dia dos fornecedores, funcionários, despesas operacionais e não operacionais, fazendo com que a sua empresa não feche as portas, porque sem esse dinheiro devidamente controlado o estabelecimento não sobrevive!

Para empresas com fluxo de dinheiro intenso e com margem pequena de lucro, ter uma visão para onde esse dinheiro está indo é mais importante ainda para manter a saúde financeira em ordem, tendo a certeza de que o dinheiro está sendo muito bem alocado para que se tenha sustentabilidade no seu negócio sem correr risco de perda do controle.

Os relatórios financeiros promovem o controle para a tomada de decisões que envolvem o aspecto econômico da empresa, de maneira eficiente que trará uma melhoria significativa nos resultados.

Por isto não perca tempo! Comece hoje a acompanhar os relatórios financeiros da sua empresa, afinal perder e deixar de ganhar dinheiro não pode ser o seu objetivo.

Se você ainda não utiliza nosso sistema de gestão empresarial, entre em contato conosco.

Se você já é um cliente ZIPER Soft e ainda não desfruta dos relatórios financeiros na sua empresa, está correndo perigo! Entre em contato com o seu canal de atendimento e peça mais informações.

E se você ficou interessado em se tornar uma REVENDA DE SUCESSO do sistema de gestão empresarial da ZIPER Soft, entre em contato agora mesmo pois temos condições atrativas que trazem resultados.