Pontos importantes de serem considerados na hora de criar a precificação das mercadorias

Com a alta concorrência batendo a porta todos os dias, é cada vez mais difícil ser competitivo
no varejo. Atualmente, ter bom atendimento, espaço físico amplo e confortável com boa
variedade de produtos expostos e disponíveis no estoque, condições de pagamento atrativas
com parcelamentos e descontos para pagamento à vista já não é o suficiente para agradar ao
consumidor que conta com inúmeras opções de compras em diversos meios diferentes e ainda
podem comparar a um toque – literalmente – o preço da sua prateleira com o de dezenas de
concorrentes em um instante. A modernidade chegou mas trouxe consigo pontos que também
preocupam o empreendedor brasileiro não é mesmo?

Uma das saídas para conter esse vazamento de consumidores para o concorrente está na
correta precificação de seus produtos e serviços, e essa questão tira o sono de muito
empresário por aí.

Ser criterioso e cuidadoso nesta hora reflete bons resultados pois satisfaz o consumidor
quando o preço se ajusta ao bolso, ajuda a definir o público-alvo e contribui para enfrentar a
concorrência podendo até conceder descontos de maneira segura contribuindo assim para a
melhoria dos resultados da sua empresa garantindo recursos no caixa na hora do pagamento
das obrigações.

Parece muita coisa não é verdade?

Mas a política de preços deve ser realizada por etapas para que seja construída de maneira
adequada, porque o maior risco quando se trabalha com preços muito baixos é o de ter
prejuízo mesmo com vendas de valor alto, pois o faturamento é pouco para cobrir os custos e
despesas, e o cenário se torna incerto mesmo havendo volume de vendas, pois nestes casos a
margem de lucratividade é tão achatada que a empresa patina, soma dívidas e não saí do
vermelho.

É preciso cuidado e conhecimento.

Quando nos referimos a custos, estamos falando daqueles gastos que são efetuados fruto das
atividades principais da empresa (por exemplo para uma vidraçaria, um custo seriam os
fornecedores de vidro e para uma padaria, um custo seria o fornecedor de farinha). Ao passo
que as despesas estão relacionadas as atividades de suporte para que a empresa alcance seus
objetivos. Ainda dentro deste conceito, classificam de acordo com a ocorrência os
custos/despesas fixas como conta de água e luz que ocorre todo mês independente de
qualquer coisa e as variáveis que sofrem modificações de valor em função da atividade da
empresa como por exemplo matéria-prima e comissões que aumentam a medida que o
volume de vendas também aumenta e não necessariamente se repetem mensalmente.

E o lucro?

É o resultado da diferença entre o faturamento gerado pelas vendas ou prestações de serviço
dos custos e despesas existentes. A questão do lucro é a mais importante porque não basta
que o valor obtido seja suficiente para cobrir os custos, a política de preços precisa garantir
que o negócio sobreviva mês após mês.
É impossível ter uma margem de lucratividade ideal para todas as empresas. Não existe
fórmula mágica. O gestor ou proprietário da empresa deve, na maioria dos casos, optar pelo
equilíbrio, de maneira responsável. Atento para a perspectiva de que preços baixos podem
comprometer as finanças da empresa ao passo que preços altos podem afastar os clientes
fazendo com que as mercadorias fiquem encalhadas no estoque. É preciso bom senso nessa
hora.

Não se pode esquecer no fator de mercado. Pois é, o seu preço de venda além de ter que
garantir a sobrevivência da empresa, cobrindo seus custos e gerando lucro para os sócios ou
acionistas deve também ser compatível com o mercado, não distanciado daquilo que seus
concorrentes praticam. Claro, numa campanha de venda ou numa grande negociação você
pode jogar seu preço para baixo, como uma estratégia de enfrentamento pontual do
concorrente, mas esse comportamento não pode ser uma regra! É ruim também brigar por
preços com os concorrentes. Você precisa compreender que as vezes seu concorrente
conseguiu melhores condições que você junto aos fornecedores seja pela quantidade
adquirida ou pela forma de pagamento utilizadas. Não trilhe o sinuoso caminho da falência
fazendo guerra de preços com seus concorrentes, combinado? Procure sempre manter uma
linha entre os gastos da sua empresa e, caso seu preço saia da reta do seu concorrente,
procure dentro da sua empresa, os diferenciais do seu trabalho, podendo ser o atendimento
qualificado com vendedores experts no mix de produtos que você oferece ou mesmo um pós-
venda compromissado em garantir a satisfação dos seus clientes. Tudo pode depender do tipo
de produto ou serviço prestado. E esse diferencial quando reconhecido pelo seu cliente, paga a
diferença do seu preço.

Aprenda e utilize cálculos matemáticos para precificar. A pesar da precificação de produtos e
serviços ser subjetiva, por mais que haja indicadores facilmente mensuráveis como custos e
despesas envolvidos há outros como a adequação do mercado que são difíceis de serem
transformados em valores. A grosso modo, de maneira muito básica a precificação de seus
produtos consiste em uma soma entre o custo do produto, seus custos e despesas fixas e
variáveis mais seu percentual de lucro.

Por fim, reforço a necessidade de encontrar o ponto de equilíbrio ao estabelecer sua política
de preços para evitar que se chegue a um valor que não traga resultado financeiro negativo ou
a busca por um lucro irreal que pode afastar seus clientes. Contabilize seus custos, fique de
olho no mercado, faças suas contas e encontre a solução mais adequada para manter sua
empresa competitiva e rentável e destaque-se no mercado perante seus concorrentes. Invista
em publicidade digital com estratégias. Aposte, por exemplo no Comércio online, criando uma
loja virtual ofertando seus produtos online para o mundo e, com baixo investimento, eleve seu
faturamento ofertando ao mercado mais uma frente de vendas. Em breve, aqui no nosso blog
vamos conversar mais sobre as principais estratégias de publicidade digital, onde você pode
ser visto por um número muito grande de consumidores gastando quase nada!

Eu acredito que consigo te ajudar nessa empreitada. Como? Com nosso sistema de gestão empresarial, e
nosso treinamento vai ficar fácil organizar de vez a sua empresa e você pode contar comigo
nessa empreitada!

Vale a máxima de que quando se tem a visão geral da sua empresa, principalmente com
relação ao estoque disponível, bem como seu comportamento, o controle efetivo das suas
contas a pagar e a receber, as chances de sucesso só aumentam e é para isto que te convido a
conhecer nosso sistema, para que ele te dê visão administrativa-financeira para que você tome
as decisões corretas na hora certa!

E se você ficou interessado em se tornar uma REVENDA DE SUCESSO do sistema de gestão empresarial da ZIPER Soft, entre
em contato agora mesmo pois
tenho condições atrativas que trazem resultados aos seus clientes e te oferecem uma
excelente oportunidade em atrair mais vendas a sua empresa.

Clique para classificar esta postagem!
[Total: 0 Média: 0]
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *